Tecnologia da Mastercard ajuda Porto Seguro Cartões a analisar risco de crédito

Com solução de Inteligência Artificial desenvolvida pela Brighterion, empresa financeira do Grupo Porto Seguro conta com a tecnologia para administrar com maior precisão a gestão de limite de crédito para clientes.

A Porto Seguro fechou uma parceria inédita com a Mastercard para utilizar a Inteligência Artificial (IA) no gerenciamento do risco de crédito de seus clientes dos cartões de crédito. Com a implantação da ferramenta em abril, a companhia já usufrui das soluções de Risco de Crédito da Brighterion, companhia norte-americana de alta tecnologia adquirida pela Mastercard em 2017 e que, anualmente, analisa 100 bilhões de transações em vários países.
Com essa implantação, a Porto Seguro Cartões passa a ser a primeira instituição brasileira do segmento a se beneficiar dessa tecnologia, já conhecida em todo o mundo.
A Porto Seguro Cartões agora faz uma análise mais precisa do risco de crédito de seus clientes – seja para estipular o limite para cada caso, como também para precaver-se contra potenciais inadimplências. Na ponta, a solução agnóstica oferecida pela Brighterion, empresa com 20 anos de experiência, trará melhoria na experiência dos clientes.
A maior eficácia da avaliação de risco e a simplificação de regras e procedimentos internos dão melhores condições para a tomada de decisões. Adicionalmente, a Brighterion também ajuda na proteção contra fraudes e, portanto, torna o ambiente mais saudável para suas operações.
Ricardo Kaoru, diretor da Porto Seguro Financeira, que também emite cartões da bandeira Mastercard, destaca o fato de quase 50% das potenciais inadimplências terem sido identificadas com 70 dias de antecedência durante a fase piloto do projeto.
“Isso nos ajuda a aumentar os limites de crédito para nossos clientes por meio de uma análise mais precisa”, afirma Kaoru. “A Brighterion também conseguiu integrar nossos conjuntos de dados em um único modelo que melhor atende às nossas necessidades e que opera no ambiente de crédito específico do Brasil”, diz o executivo.
Muito além de sua atuação global no mercado de cartões, no qual é líder no Brasil, a Mastercard adquiriu empresas estratégicas e reconhecidas mundo afora nos últimos dez anos para consolidar-se como provedora de soluções de alta tecnologia. Entre elas, a Brighterion, líder mundial em Inteligência Artificial e machine learning, cujas soluções personalizadas são utilizadas por governos e instituições dos setores de pagamentos, financeiro, segurança, saúde, agro, Internet das Coisas e outros. A Brighterion atende 2.000 clientes, entre os quais 74 dos 100 maiores bancos dos Estados Unidos.
“Estamos colhendo no Brasil os frutos da nossa consolidação no setor de alta tecnologia. As parcerias com a Porto Seguro e outras empresas deixam claro que o mercado nacional começou a aderir as nossas soluções”, afirma Estanislau Bassols, gerente geral da Mastercard Brasil. “Trazemos tecnologias cada vez mais disruptivas para o Brasil porque este é um mercado dinâmico, e elas trazem benefícios reais.”
A solução de IA da Brighterion é capaz de atuar com qualquer base de dados, independente do tipo e do volume. No caso da Porto Seguro Cartões, o conjunto de informações armazenadas se mostrou robusto e rico para o trabalho proposto, segundo Bassols. Uma vez compreendido em minúcias o uso esperado pela Porto Seguro e os fatores a serem considerados, a Brighterion testou mais de mil modelos antes de chegar ao mais adequado à empresa financeira.
O modelo foi submetido, então, a uma prova de conceito (teste) em seis etapas – da seleção das informações a serem usadas, passando por simulações com dados reais dos 36 meses anteriores até chegar à comparação dos resultados obtidos com os do modelo anteriormente aplicado pela empresa. “Toda a prova de risco não demora mais do que seis a oito semanas, o que torna possível a adoção rápida do modelo de IA. Estamos acelerando essa fase bem mais rápido aqui no Brasil do que lá fora”, explica Bassols.
Para a Mastercard, a parceria com a Porto Seguro no uso da IA da Brighterion apenas começou e deverá se estender também a modelos para outras indústrias. Quanto ao custo, Bassols garante que se paga ao longo do tempo com a multiplicação dos benefícios colhidos em termos de avaliação de risco de crédito e de maior eficácia operacional. “A iniciativa é ganha-ganha.”