Tecnologia ajuda empresas a conhecer melhor o cliente

Soluções da Mastercard fornecem um cenário mais realista sobre o perfil do consumidor para gerar aumento da lucratividade.

Quais informações são cruciais para uma empresa elaborar uma nova estratégia de vendas? O primeiro passo é conhecer o perfil de compras de seus clientes.

A incorporação da inteligência artificial e de outras tecnologias permite que dados disponíveis por uma empresa sejam cruzados com os de outras fontes para, de forma ética e segura, orientar as companhias dos mais diferentes setores a definir suas estratégias, tomar decisões mais acertadas, economizar recursos e aumentar a eficiência operacional e a lucratividade.

Nesse caso e em tantos outros, a receita é entender o comportamento do consumidor e ter uma análise mais detalhada sobre as decisões tomadas por ele. Uma rede de supermercados no Brasil conseguiu as respostas por meio de soluções inovadoras oferecidas pela Mastercard.

Por meio de análises baseadas em dados transacionais de cartões, foi possível entender os grupos de consumidores que já eram cativos e os grupos que precisavam de estímulos a mais porque despendiam quantias mensais igualmente grandes em varejistas concorrentes.

Com base no cruzamento de bases de dados anonimizados nas plataformas da Mastercard, é possível obter um quadro mais realista sobre o consumo e extrair insights, explica Leonardo Linares, vice-presidente de Data & Services da Mastercard.

“Os bilhões de dados nas mãos das empresas atualmente permitem que as decisões já não sejam tomadas apenas com base na intuição e em relatórios limitados. Somados aos dados da Mastercard e às nossas soluções de alta tecnologia, temos respostas mais assertivas, o que antes era impossível e incluía um maior grau de risco”, afirma Linares.

Entender o comportamento do cliente e seu perfil de compras é crucial tanto para decisões específicas quanto para a elaboração de uma estratégia mais ambiciosa. É o caso de uma empresa do segmento de mobilidade que queria fidelizar ainda mais a sua clientela. Com a ajuda da Mastercard, descobriu que muitos de seus clientes também eram fãs de duas famosas redes de restaurantes.

“Com base nesse dado, a companhia montou um plano para fazer ofertas cruzadas e parcerias com essas cadeias de restaurantes”, afirma Linares.

Para essa tomada de decisão foram utilizados o Share of Wallet e o perfil comportamental dos consumidores, que fazem parte das soluções da Mastercard para parceiros varejistas. O primeiro tem condições de ir muito além dos relatórios da participação no mercado (market-share) das empresas ao identificar o percentual de cartões no grupo de seus consumidores que mais compram e, em seguida, identificar os que têm potencial de aumentar seus gastos.

Já o perfil comportamental traça as preferências dos consumidores em cada segmento, de forma a apontar parcerias entre companhias a serem levadas adiante ou descartadas.