É seguro pagar e receber dinheiro pelo WhatsApp? Tire suas dúvidas

Confira 10 perguntas e respostas sobre segurança nos pagamentos pelo aplicativo de mensagens.

Enviar ou receber dinheiro pelo WhatsApp é seguro, prático e sem taxas. A transferência é feita diretamente na conversa, como acontece com o envio de um documento ou de uma foto. Para realizar a ação, o remetente e o destinatário precisam se cadastrar no Facebook Pay, habilitar a função no WhatsApp e adicionar uma forma de pagamento. São aceitos cartões débito, pré-pago (single message ou modalidade débito) ou múltiplo - com a função débito emitido por um dos bancos participantes do serviço.
Mas o sistema é seguro? A resposta é sim. O serviço de pagamento pelo WhatsApp conta com várias camadas de segurança que protegem os dados do cartão e as transações.
Confira 10 perguntas e respostas sobre segurança no WhatsApp para tirar suas dúvidas.
1. É seguro fazer transferências pelo WhatsApp?
Sim. O serviço foi desenvolvido com vários níveis de segurança e privacidade. O armazenamento avançado de dados tem diversas camadas de proteção, feitas por diferentes tecnologias. A criptografia entre seu celular e os servidores do WhatsApp protege as informações de pagamentos. Seus dados não são compartilhados com quem recebe o dinheiro, apenas com as instituições financeiras responsáveis pela transação. Um código numérico (PIN) e a biometria do celular dão ainda mais proteção para as transações. O WhatsApp não recebe, transfere ou armazena o dinheiro. Além disso, antes da confirmação do cadastro do cartão, o banco executa um duplo fator de autenticação via SMS, aplicativo do banco, e-mail ou call center para concluir o processo de cadastro.
2. Por que é preciso criar um código PIN no Facebook Pay?
Ao se cadastrar no Facebook Pay, você precisa criar um PIN (código numérico) de seis dígitos, usado também para validar cada transação. O PIN é o recurso usado para confirmar sua identidade, manter a segurança do acesso e das movimentações e evitar fraudes. Você pode também usar a biometria do celular, como a impressão digital, o Touch ID ou o Face ID.
3. Como as informações dos pagamentos são protegidas?
Toda transferência feita no WhatsApp é protegida por soluções de tecnologia. Uma delas é a tokenização da Mastercard, que transforma os 16 dígitos do cartão de débito em um número alternativo e exclusivo, o token. Isso aumenta a segurança do armazenamento dos dados pelo Facebook Pay e a autenticação dos pagamentos junto às instituições financeiras. As informações dos pagamentos são ainda protegidas por criptografia entre seu celular e os servidores do WhatsApp.
4. Os dados do cartão ficam armazenados nos servidores do Facebook?
Não. Quando o número do cartão é substituído por um token, será esse token que fica armazenado no Facebook Pay e não os dados do cartão. Cada cartão conta com um token exclusivo para o serviço de pagamentos. Ou seja, ele não funciona fora do aplicativo de mensagens. O uso de tokens garante um nível maior de segurança para o consumidor.
5. Qual a importância de receber a verificação do cartão por SMS ou pelo app do banco?
Quando o usuário adiciona um cartão no Facebook Pay, é feita uma verificação pelo banco emissor para atestar que aquele cartão pertence mesmo à pessoa. Após a verificação do cartão, um código numérico é enviado por SMS, e-mail, pelo app do banco ou fornecido via call center. Esse é um passo obrigatório para completar o processo de registro e garante mais segurança ao sistema. O banco pode também emitir um SMS de confirmação quando você envia ou recebe um pagamento pelo WhatsApp.
6. É seguro fazer transferências em grupos de conversa?
Sim. Nas conversas em grupo, você pode enviar dinheiro para uma pessoa por vez. Mas os demais participantes do grupo também poderão ver o pagamento e o valor. Para que os outros membros do grupo não vejam o pagamento, você deve iniciar a transação em uma conversa individual.
7. Se meu celular for roubado ou perdido, outra pessoa pode ter acesso aos dados do cartão?
Em caso de perda ou roubo do aparelho, o recomendado é reativar a sua conta do WhatsApp o mais rápido possível em outro aparelho. Esse processo desativará o serviço de pagamento no WhatsApp do celular perdido e todos os dados. Ativar a biometria ou o sistema de senha numérica do celular impede o acesso aos dados do aparelho, já que a tela fica bloqueada.
8. É possível clonar meu WhatsApp para fazer transferências?
Para clonar o WhatsApp, o fraudador precisa ter seu número de telefone e conseguir o código de verificação, enviado por SMS quando o app é instalado. Só com esse código ele consegue usar o app em outro aparelho, porque o WhatsApp não permite que dois celulares tenham acesso à mesma conta. Para garantir uma camada extra de segurança, ative o recurso de confirmação em duas etapas, com um código de 6 dígitos que você escolhe. Assim, o fraudador precisará ter acesso a dois códigos: o de ativação do WhatsApp e o PIN da confirmação em duas etapas. Quando o WhatsApp é reinstalado em outro aparelho, as informações de pagamento não migram de forma automática. O serviço é desativado da conta, impedindo assim o acesso aos dados pelos criminosos.
9. Como posso checar os pagamentos realizados pelo WhatsApp?
Todas as transferências feitas pelo WhatsApp são registradas pelos bancos parceiros do serviço e você pode conferir cada movimentação. As transações são identificadas no extrato bancário como “FBPAY *WA” ou “FBPAY -W” e incluem o destinatário do dinheiro. O serviço também possui um histórico de movimentações, que mostra todos os valores que foram enviados e seus recebedores. Basta abrir as configurações do WhatsApp e tocar em Pagamentos para visualizar o histórico.
10. O que fazer para aumentar a proteção do WhatsApp?
Em primeiro lugar, mantenha habilitados todos os recursos de segurança oferecidos pelo WhatsApp, como a autenticação em duas etapas, que funciona para todas as operações realizadas no app. Nunca compartilhe com ninguém seu código de confirmação do WhatsApp enviado por SMS e o PIN do Facebook Pay. Não use um PIN óbvio, como “123456”. Se receber uma mensagem que parece suspeita, você pode bloquear e denunciar o número do telefone. Para isso, abra a conversa e toque em "Bloquear > Denunciar e bloquear". Certifique-se de que está usando a versão mais recente do WhatsApp e do sistema operacional do seu celular.
Central de ajuda do WhatsApp - Sobre a confirmação em duas etapas