Presentes de São Valentim cada vez mais comprados à última hora

11 de fevereiro de 2019 | Lisboa
  • O Mastercard Love Index revela que compras dos portugueses para o Dia dos Namorados mais do que duplicaram desde 2016


O Mastercard Love Index, índice anual realizado pela Mastercard, revela que cada vez mais consumidores em todo o mundo têm vindo a deixar para a última hora a compra de presentes para o São Valentim.

Esta conclusão tem por base a análise das transações de crédito, débito e pré-pagos dos três dias que antecedem o Dia dos Namorados, nomeadamente de 11 a 14 de Fevereiro, nos anos de 2016 a 2018.

A análise dos dados revela que, apesar dos gastos neste período terem aumentado 3% comparativamente com 2016, houve um regresso significativo às compras 'Last-Minute Larry' com a maioria das compras (30%) a acontecer no próprio do Dia dos Namorados em 2018.

No que diz respeito a Portugal, as compras “sentimentais” mais do que duplicaram (aumentaram 115%) desde 2016 e o número total de transações em loja aumentou 124%. Já no e-commerce, e também desde 2016, o número de transações mais do que triplicaram (aumentaram 222%).

Os dados analisados pela Mastercard mostram, também, que em Portugal, ao longo dos últimos 3 anos, mais de 60 mil transações, correspondentes a cerca de 26% do total, foram feitas no dia 11 de fevereiro. No entanto, em 2017 esta tendência foi diferente, com 31% das transações a registarem-se no dia 14 de fevereiro.

No mesmo período de 3 anos, o registo das transações mostra, ainda, que a despesa em restaurantes aumentou para mais do dobro (128%) e que, em valor, aumentaram 100%. Já em hotéis o aumento de transações foi de 68% e em valor o aumento foi de 89%.

As despesas em transportes, associadas a viagens, triplicaram (subiram 211%) e representaram 36% do total de transações.

No que diz respeito aos presentes tradicionais do dia de São Valentim, flores e joias, também aumentaram no período em análise (2016-2018). No caso das flores o aumento em valor foi de 97% e em transações de 116%. Quanto às joias, o aumento em valor foi de 52%, desde 2016.

O ritmo de utilização de tecnologia contactless também aumentou, com o número de transações a crescer 3575% (eram de 0% em 2016 e de 1% em 2018) e em valor o aumento foi de 3768%.

Do total das transações neste período em torno do Dia dos Namorados, 69% são feitas presencialmente em loja e apenas 13% dos presentes são comprados online (um aumento de 222% em relação a 2016).

"Vivemos um momento em que os pagamentos contactless e a possibilidade de recebermos algumas compras online no próprio dia são realidades concretas e, por isso, é mais fácil surpreendermos a nossa cara-metade com ofertas originais nesta data. Os dados revelam claramente que os consumidores em todo o mundo e em Portugal têm vindo a privilegiar a espontaneidade e a partilha de experiências face aos presentes materiais mesmo quando fazemos as compras românticas no último minuto”, destaca Paulo Raposo, Country Manager da Mastercard Portugal.

“O Mastercard Love Index - agora na quarta edição – permite-nos perceber as principais tendências comportamentais e opções de consumo a nível global e regional, oferecendo aos comerciantes uma visão abrangente dos hábitos de compra do consumidor durante esse período”, conclui Paulo Raposo.

Resumo dos hábitos de consumo em toda a Europa:

PADRÕES CHAVE DE GASTOS DURANTE O PERÍODO DOS DIA DOS NAMORADOS 2016 – 2018

Europa

 

 

 

  • Os europeus gastaram mais 30% no período de São Valentim do que em 2016.  O volume de transações também cresceu 41% de 2016 a 2018.
  • A oferta de experiências tem vindo a apresentar um crescimento significativo, com os gastos em hotéis, viagens, restaurantes e transportes a aumentar 23%, 15% e 61%, respectivamente.
  • Embora os gastos com joalharia se tenham mantido constantes (aumento de 1% nos gastos e um aumento de 7% no número de transações), a oferta de flores é cada vez mais popular: em 2018 verificou-se um aumento de 54% no número de transações e um aumento de 59% nos gastos face a 2016

Contactos de imprensa

Ana Díaz , Communications Manager, Mastercard
Abigail Vistas, Generator
Luís Rosendo, Generator

Sobre a Mastercard

A Mastercard (NYSE: MA), www.mastercard.com, é uma empresa global de tecnologia no setor de pagamentos. A nossa missão é ligar e impulsionar uma economia digital inclusiva que beneficie todos, em todos os lugares, tornando as transações seguras, simples, inteligentes e acessíveis. Usando dados e redes seguros, parcerias e paixão, as nossas inovações e soluções permitem ajudar indivíduos, instituições financeiras, governos e empresas a alcançar o seu maior potencial. O nosso quociente de decência, ou DQ, é um instrumento para impulsionarmos a nossa cultura e tudo o que fazemos dentro e fora da nossa empresa. Com ligações a mais de 210 países e territórios, estamos a construir um mundo sustentável que abre possibilidades Priceless para todos. A Mastercard é o único doador corporativo do Mastercard Impact Fund.